A NOSSA HISTÓRIA

DOS ANOS 20....À COMPETIÇÃO INTERNACIONAL...

Our Story2018-05-30T18:14:49+00:00

Junho 2008

Comemoração das bodas de diamante

BREVE HISTORIAL DO CLUBE INDUSTRIAL DE PEVIDÉM

No dia 21 de Julho de 1933 foi fundado oficialmente o Clube Industrial de Pevidém, então com a designação de Grémio Industrial de Pevidém, e com instalações no Stand da Várzea, onde se realizavam com frequência provas nacionais e internacionais de Tiro ao Voo, autorizadas pela então Direcção Geral dos Desportos e com a presença de grande número de atiradores. Desde os seus primórdios que o Clube Industrial de Pevidém, para além de ser uma associação de convívio dos industriais e suas famílias, de Pevidém e zonas adjacentes, se pautou pela defesa, divulgação e promoção das actividades do tiro, relacionadas com a caça. E fá-lo, desde sempre, numa perspectiva de granjear elogios, pela forma sã, franca e hospitaleira como soube trazer até si os maiores vultos do tiro português e internacional, em jornadas inenarráveis de grande elevação, ao longo dos seus 83 anos de existência. Os primeiros torneios de tiro em Pevidém foram realizados a seguir à 1ª grande guerra, no início dos anos vinte, em campos não totalmente adequados à prática da modalidade. A primeira prova de que há registo escrito realizou-se em Junho de 1925 no stand da Várzea, em Pevidám, já em instalações capazes, com a presença de 42 atiradores.

Em 23 de Maio de 1974 foram inauguradas as actuais instalações do Clube no Stand da Belavista em Pevidém, onde se continuaram a realizar, todos os anos, provas do Campeonato de Portugal, e outras provas nacionais, como a Taça de Portugal e bem assim, provas internacionais de grande envergadura, tais como:

o Grande Prémio dos Países Atlânticos em 1980 com a presença de várias dezenas de atiradores estrangeiros, italianos, espanhóis, franceses;

  • o Campeonato da Europa em 1992, com cerca de quatro centenas de atiradores, sendo 240 estrangeiros;
  • o Campeonato do Mundo em 1996 com cerca de 600 atiradores de 16 países, designadamente Espanha, Itália, França, EUA, Brasil, Argentina, México, Austrália, África do Sul e Áustria;
  • o Campeonato do Mundo de Tiro aos pratos na disciplina de Fosso Universal, em 1998, com 292 atiradores;
  • o Campeonato da Europa de Tiro a Hélices, em 2006, prova que contou com cerca de 2 centenas de atiradores;
  • o Campeonato do Mundo de Tiro ao Voo em Maio de 2011 com 462 atletas;
  • o Campeonato da Europa de Tiro ao Voo em 2015 com 302 atiradores.

O Clube tem aproximadamente 200 Sócios, possui 5 campos de tiro, armeiro com capacidade para 600 armas, parque automóvel para 500 viaturas, recinto polidesportivo e um restaurante com capacidade para 400 pessoas sentadas com salas climatizadas.

As modalidades praticadas no Clube actualmente, são Tiro a Hélices, Fosso Olímpico, Fosso Universal, Trap Olímpico, Double-Trap e Compak Sporting, estando as instalações abertas todos os dias para prática daquelas modalidades.

Será possível haver instalações com equipamento mais actual e mais moderno dos campos de tiro. Dificilmente haverá um clube, tanto em Portugal como no estrangeiro, que com equipamento moderno como o que temos actualmente, saiba tirar tão bem partido dos meios materiais e humanos que possui e os coloque de forma tão ajustada, ao serviço dos atiradores que nos visitam. Do que atrás se diz, conclui-se que nos mantemos atentos Ás melhorias que vão aparecendo nos equipamentos mas, privilegiamos o serviço de atendimento, o trato humano e a flexibilidade, de forma a tentarmos atender todos, em cada momento, nas mais diversas modalidades.

E porque o Clube é em grande parte o conjunto dos atiradores, permitimo-nos aqui fazer uma brevíssima referência aos atiradores mais lendários no Tiro em representação do Clube:

  • José Marques Rodrigues 1º Campeão de Portugal em 1949 e várias outras provas, em anos subsequentes bem como a Taça de Portugal e Campeão da Europa em 1954;
  • Eduardo Jordão: Campeão de Portugal por duas vezes e Campeão do Mundo em 1971 em Milão (Itália);
  • José Júlio Batalha: vencedor da Taça de Portugal em 1985 e 1992 e também Campeão de Portugal;
  • Emélio Magalhães Santos: vencedor da Taça de Portugal em 1984,
  • Armando Marques: Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Montreal, cinco vezes Campeão de Portugal e duas vezes vencedor da Taça do Mundo.

E mais recentemente:

  • Pedro Pereira Leite: Vencedor da Taça de Portugal de Hélices em 2004 e 2005 e Campeão de Portugal de Hélices e Vencedor da Taça Federação em 2005, Vencedor da Taça de Portugal de Double Trap em 2003 e várias vezes Membro da Selecção Nacional nos Camp.Europa e do Mundo de Hélices, com resultados de pódio, sendo em 2010 Campeão da Europa e Vice-Campeão do Mundo pela Selecção Portuguesa, e também Campeão de Portugal de Hélices por Equipas de 2003 a 2010;
  • José Varela: Campeão do Mundo de Tiro a Hélices 2009; Campeão de Portugal de Hélices em 2003, representou também já Portugal em várias selecções sendo em 2010 Campeão da Europa e Vice-Campeão do Mundo pela Selecção Portuguesa e Campeão de Portugal de Hélices por equipas de 2002 a 2010, vencedor Taça Federação Hélices em 2006. Foi também campeão nacional de Trap em 2005.
  • Marino Machado: Medalha Ouro Grande Prémio da Federação Internacional em tiro a hélices/07 e Campeão de Portugal de hélices por Equipas/2007. Campeão da Europa de Tiro a Hélices/2008. Campeão de Portugal de Hélices por Equipas de 2003 a 2010
  • Ricardo André Vale: Campeão de Portugal de Hélices em 2009 e Vencedor da Taça do Mundo de Tiro a Hélices 2010, também em 2010 Campeão da Europa e Vice-Campeão do Mundo pela Selecção Portuguesa. Campeão de Portugal de Hélices por Equipas de 2003 a 2010
  • Manuel Vieira da Silva: Vencedor da Taça de Portugal de Fosso Olímpico em 2006 e conquista de lugar nos Jogos Olímpicos de Pequim de 2008 em Fosso Olímpico.(Asnico atleta e representar Portugal nesta modalidade).
  • Daniel Teixeira: 7 vezes Vencedor da Taça do Mundo(2003, 2004,2005, 2006, 2011, 2012 e 2015), Campeão do Mundo de Tiro ao Voo em 2003 e Campeão de Portugal Individual em 2010 e 2012.

Também as equipas do Clube têm conseguido feitos marcantes nestes últimos anos:

  • Campeão de Portugal por equipas em Tiro a Hélices desde 2002 até 2010;
  • Campeão de Portugal de Fosso Olímpico em 2002;
  • Vice-Campeão de Portugal de Fosso Universal em 2002;
  • Campeão de Portugal de Tiro ao Voo 2010, 2011, 2015 e 2016.

Estamos convictos de que contribuímos o melhor que sabemos, para o desenvolvimento do tiro em todas as suas vertentes, estando sempre prontos a colaborar com todos os agentes intervenientes no Tiro de Stand.

O Tiro Desportivo de Stand, é o desporto em Portugal que mais troféus internacionais arrecadou até ao presente momento, nas suas diversas modalidades.

Selho S. Jorge, 12 de Novembro de 2016